Netflix: Fuja Suspense eficaz com Sarah Paulson tem pé firme na realidade.
O desleixo de Vidro “Vidro” traz um Bruce Willis sonolento, dirigido por um Shyamalan cansado, em uma estupidez de 129 minutos.