Se inscreva no canal do Telegram
Pesquisar
Close this search box.

MUBI: Swallow

Lançamento da MUBI traz Haley Bennet em elogiada estreia de Carlo Mirabella-Davis.
Compartilhe:

Para receber todas as novidades, se inscreva no canal do Telegram

A alotriofagia, ou picanismo, é a ingestão compulsiva de substâncias de pouco ou nenhum valor nutricional, como terra, pedras ou moedas – pode surgir por meio de uma anemia ou de um distúrbio mental. Interpretada por Haley Bennett, Hunter gosta de engolir bolinhas de vidro, tachinhas, alfinetes e até pilhas. O desejo de consumir objetos perigosos surgiu logo depois que ela ficou sabendo que estava grávida, um passo importante em seu casamento com Richie (Austin Stowell), filho único de uma família rica e conservadora.

Escrito e dirigido por Carlo Mirabella-Davis, “Swallow” é uma mistura de drama e suspense sobre uma dona de casa exemplar, ao estilo de “As Esposas de Stepford”, que tenta reaver o controle de sua própria vida. Infelizmente, quanto mais ela desafia os limites de sua compulsão alimentar, mais ela é vigiada e tolhida pelo marido e os sogros. Inspirado na avó do diretor, que sofria de transtorno obsessivo compulsivo (TOC), o longa-metragem de estreia de Mirabella-Davis não titubeia em abordar as mais complicadas relações de gênero.

Com fotografia de Katelin Arizmendi, boa parte de “Swallow” se passa em uma mansão modernista, onde Hunter se encarrega da limpeza e da decoração da casa – é difícil de acreditar que ela não teria funcionários para, por exemplo, retirar as folhas caídas da piscina, mas o filme se passa em uma realidade estilizada, quase tão absurda quanto o modernismo de Jacques Tati. Além de planejar o jantar do marido, ela também tem de estar apresentável o tempo todo, com um visual anacrônico que lembra os anos de 1950.

Já disponível via streaming na plataforma da MUBI (que está em promoção neste final de semana), “Swallow” não é apenas um filme sobre uma dona de casa desesperada, mas uma jornada reveladora sobre as diversas agressões, das mais passivas às mais violentas, que uma mulher pode sofrer nas mãos do patriarcado. A compulsão de Hunter, afinal, nada mais é do um que um pequeno gesto de rebeldia – e graças a esta rebeldia, ela poderá romper o vínculo com o passado e garantir um futuro diferente.

Tags:

Leia também:

Kate Winslet encabeça minissérie de suspense da HBO.
Dicas do que ver no streaming em outubro.
Filme de Ridley Scott transporta Jodie Comer, Matt Damon e Adam Driver para a França medieval.
Cinebiografia subjetiva retrata o processo criativo de Shirley Jackson, autora de "A Assombração da Casa da Colina".