Eu Te Amo, Agora Morra: O Caso Michelle Carter

HBO exibe segunda parte do documentário sobre a americana que incentivou o suicídio do namorado.

Por Ieda Marcondes em 09/09/2019

Nesta terça-feira (10/09), às 22h, a HBO Brasil exibirá a segunda parte do documentário “Eu Te Amo, Agora Morra: O Caso Michelle Carter”, sobre a jovem americana que incentivou o suicídio do namorado e foi indiciada pelo crime de homicídio culposo. A primeira parte já está disponível na HBO Go.

Em julho de 2014, Conrad Roy III, de apenas 18 anos, parou o carro no estacionamento de um supermercado e utilizou uma bomba de água para expelir o gás do escapamento no interior do veículo. Quando começou a se sentir mal, Conrad saiu do carro e ligou para a namorada Michelle, com então 17 anos, que disse para ele voltar e concluir o plano. Conrad obedeceu e morreu por intoxicação de monóxido de carbono.

Na época, ambos sofriam de transtornos mentais e o histórico de mensagens do casal revelou uma relação doentia, o que acabou sendo utilizado pela promotoria para culpar Michelle pelo suicídio de Conrad, mesmo não estando presente no local da morte.

Dirigido por Erin Lee Carr, a mesma de “Mamãe Morta e Querida”, a primeira parte de “Eu Te Amo, Agora Morra” dá voz aos argumentos da acusação, enquanto a segunda se volta mais à defesa de Michelle, contextualizando melhor o relacionamento dos dois.

O resultado é um documentário que não tira conclusões, mas acomoda versões diferentes de uma mesma realidade. Ao final, não é possível culpar ou inocentar Michelle sem dúvida alguma. Todo o caso parece fruto de uma série de circunstâncias infelizes, que passam pelo jeito com que as famílias lidavam com os distúrbios dos jovens até a forma como nos relacionamos utilizando a tecnologia.

RSS Newsletter Pague uma pipoca Faça uma doação
Leia também: