Se inscreva no canal do Telegram
Pesquisar
Close this search box.

MUBI: Shiva Baby

Estreia de Emma Seligman é um "Joias Brutas" bissexual.
Compartilhe:

Para receber todas as novidades, se inscreva no canal do Telegram

Em “Shiva Baby”, Danielle é uma estudante universitária sustentada por um “sugar daddy” (um homem mais velho que paga por sexo). Seus pais, no entanto, acreditam que ela trabalha como babá. As várias versões de Danielle entram em choque durante um funeral judaico, frequentado por sua família, sua ex-namorada Maya e pelo “sugar daddy” Max – que, por sua vez, é acompanhado da esposa Kim e de seu bebê. O “climão” é a marca principal do longa-metragem de estreia da diretora Emma Seligman.

“Apesar das comédias românticas judaicas terem inspirado o filme, eu quis fazer algo diferente, então me concentrei na ansiedade,” disse Seligman em entrevista. Com apenas 77 minutos, “Shiva Baby” é uma comédia tensa e claustrofóbica que trata de uma jovem bissexual tentando navegar pela sociedade sem ser considerada pelos outros como um fracasso. Prestes a terminar a faculdade, todos esperam que ela arranje um bom trabalho, que se case (com um homem) e tenha filhos, como a exemplar Kim.

“Eu estava conversando com a Emma sobre como ser uma jovem mulher é um filme de terror,” disse a atriz Rachel Sennott, conhecida pela série “Call Your Mother” e pelo trabalho como comediante stand-up. “Em ‘Shiva’, Danielle é a única vivendo um filme de terror. Ela está ‘ESTOU PIRANDO! ME AJUDEM!’ e todo mundo está ‘este bagel tem um gosto estranho’”. Sob a pressão esmagadora das expectativas dos outros, resta à personagem encontrar um caminho para se tornar quem ela realmente é.

Fique de olho na dupla Seligman e Sennott. Sennott está fazendo “Bodies Bodies Bodies”, um filme de terror (propriamente dito) da produtora A24, com Pete Davidson e Maria Bakalova no elenco, baseado em um roteiro de Kristen Roupenian (autora do conto viral “Cat Person”) e com a direção da holandesa Halina Reijn. Já Seligman está trabalhando com Adam McKay em uma sitcom para a HBO. Disponível na MUBI, muitos têm comparado “Shiva Baby” com uma espécie de “Joias Brutas” de energia bissexual.

Tags:

Leia também:

Filme adolescente de Amy Poehler incita rebelião comportada.
Indicado a 11 Oscars, queridinho da A24 celebra carreira de Michelle Yeoh.
Escolha do leitor é a melhor comédia americana de todos os tempos.
Sequência da animação de 2018 é um espetáculo maior, mais complexo e ainda mais deslumbrante.