Se inscreva no canal do Telegram
Pesquisar
Close this search box.

HBO Go: Mare of Easttown

Kate Winslet encabeça minissérie de suspense da HBO.
Compartilhe:

Para receber todas as novidades, se inscreva no canal do Telegram

Estrelada por Kate Winslet, “Mare of Easttown” lembra uma dúzia de outras séries de suspense, da americana “True Detective” até a britânica “Broadchurch”, mas há diferenças importantes. Em um gênero tão dominado por homens, a minissérie de sete capítulos da HBO trata dos dramas pessoais das mulheres de Easttown, uma cidadezinha dos Estados Unidos em que quase todo mundo é parente. Todo o primeiro episódio é destinado a apresentar as personagens e como elas se relacionam. Só sabemos quem é a vítima no final do capítulo.

Com roteiro de Brad Ingelsby (“The Way Back”) e direção de Craig Zobel (“Obediência”), “Mare of Easttown” não tem um nome genérico como “The Killing” ou “The Missing” porque o foco não é o crime em si, mas a forma com que a protagonista lida com os habitantes da cidade e como ela processa o próprio luto. Mare Sheehan (Winslet) é uma detetive durona que mora com a mãe Helen (a magnífica Jean Smart), a filha Siobhan (Angourie Rice) e o neto Drew (Izzy King). Para completar, Frank (David Denman), seu ex-marido, é também o seu vizinho.

Sem pistas do desaparecimento de uma jovem há mais de um ano, Mare é forçada a dividir a investigação com o dedicado detetive Colin (Evan Peters, de “X-Men”), depois que um corpo é encontrado por pescadores em um córrego de Easttown. Durante o trabalho, Colin tenta a todo custo fazer amizade com a rabugenta Mare – o relacionamento dos dois é uma convenção do gênero policial, sabemos que eles irão se aproximar pelo amor ao ofício, mas oferece a leveza e o humor necessários para tornar a minissérie menos sisuda.

Apesar de obedecer a algumas fórmulas (e de romper com outras), o roteiro e o elenco de “Mare of Easttown” são os ingredientes que tornam a produção mais impactante do que outras séries de suspense. É justamente por conhecermos os personagens como se fossem pessoas do nosso convívio que as revelações têm força. Winslet interpreta Mare de forma multifacetada, com uma tristeza contida, sem melodrama. É uma mulher cheia de defeitos, mas com uma força muito grande, algo raro de se ver em um gênero tão repleto de mulheres vitimizadas.

Tags:

Leia também:

Série de Michaela Coel quer destruir o seu ego.
Lançamento da MUBI traz Haley Bennet em elogiada estreia de Carlo Mirabella-Davis.
Vencedor do Festival de Veneza trata do acesso ao aborto como um suspense.
Com roteiro de Scott Z. Burns, filme dirigido por Soderbergh retrata pandemia.