Se inscreva no canal do Telegram
Pesquisar
Close this search box.

Homem-Aranha: Longe de Casa se inspira em Os Incríveis

Sem spoilers, mas há mudanças drásticas nas cenas pós-créditos.
Compartilhe:

Para receber todas as novidades, se inscreva no canal do Telegram

O vigésimo-terceiro filme da Marvel se passa logo após os acontecimentos de “Vingadores: Ultimato” e encerra a terceira fase da produtora. Depois que o estalo de Thanos é desfeito, aqueles que “bliparam”, isto é, desapareceram durante 5 anos, precisam se adaptar em um mundo sem o Homem de Ferro, o Capitão América e a Viúva Negra (sem o Visão também, mas ele não importa tanto).

De volta ao ensino médio, Peter Parker (Tom Holland) quer aproveitar uma excursão da escola até a Europa e se declarar a MJ (Zendaya), mas Nick Fury (Samuel L. Jackson) precisará de sua ajuda para combater uma nova ameaça ao planeta. Criaturas conhecidas como Elementais estão destruindo cidades diversas e apenas uma pessoa sabe bem do que elas são capazes: o poderoso Mysterio, interpretado por Jake Gyllenhaal.

Dirigido por Jon Watts, o mesmo de “Homem-Aranha: De Volta ao Lar”, “Homem-Aranha: Longe de Casa” conserva o humor do primeiro filme e tem um clima de comédia romântica, graças à química entre Holland e Zendaya. Apesar das várias sequências de ação, que são bastante dinâmicas e mostram o herói atravessando obstáculos variados, os pontos altos do filme envolvem o casal e – sem spoilers – as cenas de “pesadelo” do Peter.

Há muitas semelhanças com os roteiros de “Os Incríveis” (2004) e “Os Incríveis 2” (2018), mas o contexto das “fake news”, citado e repetido diversas vezes, traz a premissa das animações de Brad Bird para os tempos atuais. Em “Homem-Aranha: Longe de Casa”, a opinião pública é como uma outra joia do infinito, com um poder destrutivo à disposição dos mal intencionados.

Há duas cenas pós-créditos, uma logo após a apresentação do elenco e outra ao final da equipe técnica. É importante ficar no cinema para assistir as duas, pois não se tratam de ceninhas curiosas ou engraçadas, elas mudam o sentido do filme e o destino do herói amigável da vizinhança.

Tags:

Leia também:

Filme de super-heróis da Netflix traz Charlize Theron como guerreira imortal.
Um elenco dos sonhos preso em um trailer interminável.
Dirigida por J.J. Abrams, conclusão de "Star Wars" tenta apaziguar fãs raivosos.
Com duração de 3 horas, a conclusão da saga "Vingadores" é a melhor aplicação possível do conceito de "fan service".